ONU cria conselho consultivo para apoiar a governança da IA

Criação do High-level Advisory Body on Artificial Intelligence na ONU.
Conteúdo abaixo

O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, fez o anúncio de um novo órgão consultivo de alto nível dedicado a discutir os riscos e benefícios associados à governança da inteligência artificial (IA) em âmbito global, o High-level Advisory Body on Artificial Intelligence. O órgão tem como objetivo possibilitar um diálogo que englobe diversas disciplinas e partes interessadas em relação à governança da IA.

Linha do tempo sobre os trabalhos do High-level Advisory Body on Artificial Intelligence.
Fonte: https://www.un.org/ai-advisory-body

Durante a apresentação, o Secretário-geral ressaltou o “avanço extraordinário” das capacidades da tecnologia e sua utilização ao longo do último ano. Ele enfatizou que a IA pode impulsionar o progresso da humanidade ao amplificar as ações relacionadas às mudanças climáticas e aos esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) até 2030, contanto que as tecnologias de IA sejam criadas e utilizadas de forma responsável e estejam ao alcance de todos e todas. As oportunidades abrangem desde a “previsão e resolução de crises até a oferta de serviços de saúde pública e educação”.

Entretanto, Guterres fez um alerta de que, na situação atual, a expertise em IA está concentrada em um pequeno grupo de empresas e países, o que poderia agravar as desigualdades existentes. Ele apontou os possíveis prejuízos causados pela IA, que incluem a disseminação de informações incorretas e desinformação, a perpetuação de preconceitos e discriminação, vigilância e invasão de privacidade, bem como fraudes e outras violações dos direitos humanos. Ele também chamou a atenção para o uso malicioso da IA, que poderia “minar a confiança nas instituições, enfraquecer a coesão social e ameaçar a própria democracia”.

O órgão irá explorar maneiras de conectar várias iniciativas de governança da IA e, até o final de 2023, apresentar recomendações iniciais sobre como usar a IA para acelerar a implementação dos ODS nas seguintes áreas: governança internacional da IA, compreensão compartilhada dos riscos e desafios e principais oportunidades para explorar.

As recomendações apoiarão os preparativos para a Cúpula do Futuro de 2024 e contribuirão para as negociações em direção ao proposto Pacto Digital Global. As recomendações terão apoio consultivo do Conselho Científico do Secretário-Geral da ONU sobre como aproveitar os benefícios da IA para acelerar o progresso “em benefício de todos”.

O órgão é composto por 39 membros, com experiência em governos, setor privado, comunidade tecnológica, sociedade civil e academia e possui representatividade de gênero, geográfica e geracional. Além disso, eles se comprometerão a “consultar amplamente, de maneira extensiva e transparente, para ouvir as opiniões de todas as partes interessadas”. Destaque para a brasileira Estela Aranha, que representará o Brasil.

Site oficial do órgão: https://www.un.org/techenvoy/ai-advisory-body

 

Membros do High-level Advisory Body on Artificial Intelligence

Co-Chairs

Carme Artigas, Secretary of State for Digitalisation and Artificial Intelligence of Spain
James Manyika, Senior Vice President of Google-Alphabet, President for Research, Technology and Society

Membros

Anna Abramova, Director of the Moscow State Institute of International Relations (MGIMO)-University AI Centre
Omar Sultan Al Olama, Minister of State for Artificial Intelligence of the United Arab Emirates
Latifa Al-Abdulkarim, Member of the Shura Council (Saudi Parliament), Assistant Professor of Computer Science at King Saud University
Estela Aranha, Special Advisor to the Minister of Justice and Public Security (Federal Government of Brazil)
Ran Balicer, Chief Innovation Officer and Deputy Director General at Clalit Health Services Israel
Paolo Benanti, Third Order Regular Franciscan, Lecturer at the Pontifical Gregorian University
Abeba Birhane, Senior Advisor in AI Accountability at Mozilla Foundation
Ian Bremmer, President and Founder of Eurasia Group
Anna Christmann, Aerospace Coordinator of the German Federal Government
Natasha Crampton, Chief Responsible AI Officer at Microsoft
Nighat Dad, Executive Director of the Digital Rights Foundation Pakistan
Vilas Dhar, President of the Patrick J. McGovern Foundation
Virginia Dignum, Professor of Responsible Artificial Intelligence at Umeå University
Arisa Ema, Associate Professor at the University of Tokyo
Mohamed Farahat, Legal consultant & Vice chairman of MAG of North Africa IGF
Amandeep Singh Gill, Secretary-General’s Envoy on Technology
Wendy Hall, Regius Professor of Computer Science at the University of Southampton
Rahaf Harfoush, Digital Anthropologist
Hiroaki Kitano, Chief Technology Officer of Sony Group Corporation
Haksoo Ko, Chairman of Republic of Korea’s Personal Information Protection Commission (PIPC)
Andreas Krause, Professor at ETH Zurich
Maria Vanina Martinez Posse, Ramon and Cajal Fellow at the Artificial Research Institute (IIIA-CSIC)
Seydina Moussa Ndiaye, Lecturer at Cheikh Hamidou Kane Digital University
Mira Murati, Chief Technology Officer of OpenAI
Petri Myllymaki, Full Professor at the Department of Computer Science of University of Helsinki
Alondra Nelson, Harold F. Linder Professor at the Institute for Advanced Study
Nazneen Rajani, Lead Researcher at Hugging Face
Craig Ramlal, Head of the Control Systems Group, The University of The West Indies at St. Augustine
He Ruimin, Chief Artificial Intelligence Officer & Deputy Chief Digital Technology Officer, Government of Singapore
Emma Ruttkamp-Bloem, Professor at the University of Pretoria
Marietje Schaake, International Policy Director at Stanford University Cyber Policy Center
Sharad Sharma, Co-founder iSPIRT Foundation
Jaan Tallinn, Co-founder of the Cambridge Centre for the Study of Existential Risk
Philip Thigo, Adviser at the Government of Kenya
Jimena Sofia Viveros Alvarez, Chief of Staff and Head Legal Advisor to Justice Loretta Ortiz at the Mexican Supreme Court
Yi Zeng, Professor and Director of Brain-inspired Cognitive AI Lab, Chinese Academy of Science
Zhang Linghan, Professor at the Institute of Data Rule of Law, China University of Political Science and Law

Fonte: https://news.un.org/pt/story/2023/10/1822477

 

Declaração de Bletchley
Anterior Declaração de Bletchley
XVII CODAIP
Próximo XVII CODAIP
Publicações relacionadas

Leave a Comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *