Inteligência artificial e a teoria do crime

Conteúdo abaixo

No dia 8 de maio de 2024 a Escola Superior do Ministério Público do Estado do Paraná (ESMP) e o Centro de Apoio Operacional das Promotorias Criminais, do Júri e de Execuções Penais (CAOP Criminal) promoveram o 2º Encontro do Ciclo de Encontros em Direito Criminal.

O objetivo do evento foi propiciar um espaço de debates e de reflexões institucionais que adotem como premissa a qualificação das discussões baseados no tema “Inteligência artificial e teoria do crime”.

O evento teve como base um texto da pesquisadora Susana Aires de Sousa, chamado "Não fui eu, foi a máquina:Teoria do Crime, Responsabilidade e Inteligência Artificial".

Entre os debatedores estavam os membros do Ministério Público do Paraná Paulo Cesar Busato, Rodrigo Chemim, Heric Stilben, Alexey Caruncho e Fabio Guaragni, além da pesquisadora e autora do site IA Responsável Aline Macohin.

Assista ao vídeo:

Inteligência artificial e a teoria do crime
Primeiro Inteligência artificial e a teoria do crime
Brasil prepara plano nacional de inteligência artificial
Próximo Brasil prepara plano nacional de inteligência artificial
Publicações relacionadas

Leave a Comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *